DICAS PARA PASSAR NOS MELHORES VESTIBULARES

O QUE AJUDA
01) A primeira regra é um ensino médio bem-feito. A boa escola não só deve passar o conteúdo das matérias como ensinar o aluno a pensar sobre o que aprendeu. 

02) Leia livros, revistas e jornais e não apenas o material didático. A leitura ajuda a articulação de ideias, melhora o vocabulário e prepara para a compreensão de enunciados na hora da prova. 

03) Escolha cedo o curso universitário que pretende fazer. Isso ajuda a diminuir a tensão às vésperas da prova e a dirigir o plano de estudo a um objetivo específico. 

04) Aprenda desde cedo uma língua estrangeira, de preferência o inglês. Será uma matéria a menos para estudar às vésperas do vestibular. 

05) Conheça a universidade e o vestibular aos quais pretende candidatar-se. As provas do passado podem fornecer a chave de como será o exame, pois as universidades seguem um padrão. 

06) Procure garantir boas notas no início do 3º ano do ensino médio. Você ficará livre do fardo de melhorar a média no fim do ano. 

07) O cursinho é um ótimo recurso para os vestibulares com testes de múltipla escolha e para quem tem dificuldade de organizar-se para estudar. Mas sua eficácia é relativa para provas escritas e dissertativas. 

08) Para quem frequenta bom colégio e tem capacidade de concentração, é suficiente estudar três horas por dia, além do período de aula. Os demais precisam dedicar-se um pouco mais. 

09) Os pais devem demonstrar interesse, mas precisam ter cuidado para não exercer pressão excessiva, sobretudo na escolha da carreira e da universidade. 

10) A educação fora da escola é decisiva no resultado do vestibular. Viagens, leitura de ficção, cinema e teatro ajudam a ampliar a visão de mundo e a desenvolver a capacidade de articulação de ideias. 


O QUE ATRAPALHA
01) Não deixe a preparação para a última hora. Aproveite para aprender bem os conteúdos no momento em que são ensinados durante todo o ensino médio e faça apenas uma revisão no véspera do vestibular. 

02) Não se limite a decorar datas, fatos e fórmulas. Os vestibulares mais puxados exigem informações contextualizadas. Em lugar de se preocupar com quando, quanto e o quê, tente saber como e por quê. 

03) Não exagere na quantidade de vestibulares. Dois são suficientes. Um número maior de provas vai dispersar o foco e esgotá-lo fisicamente. 

04) Não se discute o vestibular nas horas de lazer com os amigos. Isso pode acirrar o clima de competição e tornar-se um fator a mais de estresse. 

05) Não se apegue às velhas fórmulas para decorar respostas, dicas e truques. Isso funcionava bem no vestibular dos anos 70, mas hoje não vale mais. Já não existe o estudante despreparado que passa de raspão. 

06) Não abandone as atividades que dão prazer, como praticar esportes, namorar, ir a festas e shows. Basta adotar um ritmo que não atrapalhe o estudo. 

07) Não mergulhe desesperadamente nos estudos. Folgas semanais são fundamentais para a estabilidade emocional. 

08) Não ceda às pressões dos pais na escolha da carreira e da universidade. 

09) Não se desespere no último mês antes da prova e não mude drasticamente a vida por causa dela. 

10) Não tente saber de cor todos os pontos do programa exigido. Não é necessário dominar tudo para fazer uma boa prova. É mais eficaz concentrar-se em seus pontos fortes. 

             Resultado de imagem para icone google mais        
 
 

Fontes: 
  • Gustavo Ioschpe,
    Vestibular Não É o Bicho; 
  • José Coelho Sobrinho, coordenador da Fuvest-USP;
  • Mauro de Salles Aguiar, Colégio Bandeirantes; 
  • Lucas Martins Mendes, primeiro lugar de 2002 nos vestibulares da USP, Unicamp e FGV-SP 
     


  




TEL: 3022-2263 3022-2264
Basile Estudo Orientado - Aulas ParticularesAULAS PARTICULARES VESTIBULAR VESTIBULINHO ESTUDO ORIENTADOREDAÇÃOORIENTAÇÃO PROFISSIONALCOACHING PSICOPEDAGÓGICO E EDUCACIONALDEPOIMENTOS DE PAIS E ALUNOSPSICOPEDAGOGIADICAS e ARTIGOSBLOGALUGUEL DE SALAS